v. 35 n. 2 (2020): Dossiê Áreas Protegidas e Inclusão Social

A proposta desse dossiê surge no processo de organização do IX Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social (IX Sapis) e do IV Encontro Latino Americano sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social (IV Elapis), organizados pela Fundação Joaquim Nabuco e pelo Programa de Desenvolvimento e Meio Ambiente (Prodema) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), contando com importantes apoios e parcerias. Os eventos ocorreram no Recife-PE, no período de 11 a 14 de dezembro de 2019, e tiveram como tema central “Áreas Protegidas e Inclusão Social em Cenários de Mudanças”. São eventos acadêmicos relevantes que tratam da temática da proteção ambiental e da inclusão social no Brasil e na América Latina, abordando assuntos atuais e complexos, com abordagem interdisciplinar a partir de olhares de diferentes segmentos da sociedade.

Em ano adverso de pandemia entregamos esse dossiê temático sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social. Sem dúvida, trata-se de assunto de extrema relevância diante de um marco histórico tão importante e que demanda revisão no modo de vida que se impõe nas sociedades humanas. A pandemia tem explicitado os riscos advindos da forma pela qual nos relacionamos com a natureza não humana: desmatamento acentuado e destruição de ecossistemas para conversão em monocultura e pastos; confinamento e venda de animais silvestres; e modos de criação intensiva de animais para consumo humano, sem falar nos gases de feito estufa e as alterações nos padrões climáticos e na geração de resíduos, principalmente plásticos. É um alerta e, ao mesmo tempo, uma oportunidade de fortalecermos movimentos sociais que defendam políticas ambientais e redução de desigualdades sociais, assentados em compromissos éticos, na compreensão das subjetividades ecológicas e na necessidade de deslocamento na forma de pensar a crise ambiental.

Publicado: 2020-12-31

Nota dos Editores

Dossiê SAPIS/ELAPIS - Áreas Protegidas e Inclusão Social