AS HISTORICIDADES DAS MULHERES NEGRAS NOS LIVROS DIDÁTICOS DO PNLD-CAMPO: UM OLHAR A PARTIR DOS ESTUDOS DAS EPISTEMOLOGIAS DO SUL

Autores

  • Mariai Iveni de Lima Silva Universidade Federal de Pernambuco UFPE; Centro Acadêmico do Agreste- CAA Programa de Pós-graduação em educação Contemporânea (Mestrado).
  • Maria Girlene Callado da Silva Universidade Federal de Pernambuco UFPE; Centro Acadêmico do Agreste- CAA Programa de Pós-graduação em educação Contemporânea (Mestrado).
  • Vanessa Azevedo Cabral da Silva Pedagoga pela instituição Curo Superior de Licenciatura em Pedagogia - UNOPAR

DOI:

https://doi.org/10.33148/CES2595-4091v.34n.220191799

Palavras-chave:

Mulheres Negras, Livro Didático e Epistemologias do Sul.

Resumo

Este trabajo es fruto de reflexiones y del diálogo abordado en la disciplina de Epistemologías del Sur del Programa de Postgrado en Educación Contemporánea (PPGduc), en la Universidad Federal de Pernambuco-Centro Académico del Agreste (UFPE-CAA). En este trabajo abordamos como cuestión problema: ¿cuáles son los principales sentidos de las historicidades de las mujeres negras presentes en el libro didáctico (LD) del Campo? El objetivo general fue: comprender los principales sentidos atribuidos a las historicidades de las mujeres negras. Los objetivos específicos son: a) identificar y caracterizar las historias presentes en los LD sobre las mujeres negras; b) describir los sentidos atribuidos a las historicidades de las mujeres negras en los LD; y c) analizar en los LD los elementos presentes en las historicidades que contribuyen o no a la afirmación étnica de mujeres negras. En los procedimientos metodológicos utilizamos la investigación cualitativa y documental pautada en el análisis del contenido. No encontramos de forma directa historicidades de mujeres negras que contribuyeron a la historia, que pudiera romper con el silenciamiento puesto sobre la presencia de las mujeres en espacio como la política, la cultura, las artes, entre otros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariai Iveni de Lima Silva, Universidade Federal de Pernambuco UFPE; Centro Acadêmico do Agreste- CAA Programa de Pós-graduação em educação Contemporânea (Mestrado).

Pedagoga e mestranda pela Universidade Fedral de Pernambuco - UFPE; Centro Acadêmico do Agreste-CAA

Maria Girlene Callado da Silva, Universidade Federal de Pernambuco UFPE; Centro Acadêmico do Agreste- CAA Programa de Pós-graduação em educação Contemporânea (Mestrado).

Pedagoga e mestranda pela Universidade Fedral de Pernambuco - UFPE; Centro Acadêmico do Agreste-CAA

Vanessa Azevedo Cabral da Silva, Pedagoga pela instituição Curo Superior de Licenciatura em Pedagogia - UNOPAR

Pedagoga, Professora atuante na Educação do Campo do Município de Joaquim Nabuco-PE e no Curo Superior de Licenciatura em Pedagogia como tutora no pólo Unopar Palmares

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

CANDOU, Vera Maria. Multiculturalismo e educação: desafios para a prática pedagógica. In: Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas/ Antonio Flavio Moreira, Vera Maria Candau (orgs). 10 ed.- Petrópolis, Rj: vozes, 2013.

CANDAU, Vera Maria Ferrão; OLIVEIRA, Luiz Fernandes de. Pedagogia Decolonial e Educação Antirracista e Intercultural no Brasil. In. Educação em Revista. v. 26 | n.01, p.15-40, Belo Horizonte, abr. 2010.

GEBARA, Ivone. Filosofia Feminista: uma brevíssima introdução. São Paulo. Edições Terciera Via. 2017

GOMES, Nilma. Intelectuais Negros e Produção do Conhecimento: algumas reflexões sobre a realidade brasileira. In: SANTOS, Boaventura de Sousa e MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. Edições Almedina, 2009. P. 419-441

_________Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre Relações raciais no Brasil: uma breve discussão. In: BRASIL. Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.

LOPES, Alice Casimiro. Políticas curriculares: continuidade ou mudança de rumos. Revista Brasileira de Educação. Maio/Jun/ Jul/ Ago, – N°26, 2004.

MOREIRA; Maria Cristina do Amaral; MARTINS, Isabel. A influência da pesquisa acadêmica em Livros Didáticos de Ciências: uma contribuição para o currículo de Ciências. ANPED, 37ª Reunião, 2015. Anais. Disponível em: http://www.anped.org.br/.

MINAYO. C. de S. O desafio da pesquisa social. In: Deslandes, Suely Ferreira. Pesquisa social: teoria, método e criatividade/ Suely Ferreira Deslandes, Romeu Gome; Maria Cécilia de Souza Minayo (organizadora. 28.ed. Petrópolis, RJ: vozes 2009.

OLIVEIRA, Marco Antonio de. O Negro no ensino de história: temas e representações. 2000. (Dissertação de Mestrado em educação) Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2000.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do Poder. In: LANDER, Edgardo (Org). A Colonialidade de Saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latinoamericanas. Colecion Sur, CLACSO, Ciudad Autônoma de Buenos Aires, Argentina. Setembro, 2005.

SATRISTÁN, José Gimenso. Saberes e Incertezas sobre o Currículo. Porto Alegre:

Penso, 2013.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. Edições Almedina, 2009.

SILVA, Maria Iveni de Lima Silva. As Representações das Culturas Negras nos livros didáticos da Coleção do PNLD/Campo Projeto Buriti Multidisciplinar 2013: um olhar através dos Estudos Pós-Coloniais. Dissertação. Universidade Federal de Pernambuco. 2016.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

TORRES, Denise Xavier. Concepções de Avaliação da Aprendizagem de professoras que atuam em escolas situadas em áreas rurais. (Dissertação de Mestrado em Educação) Recife, 2013.

TORRES, Fellipe. Biografias de mulheres negras que marcaram a história do Brasil. Disponível em: ww.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2017/05/30/internas_viver, 706349/obra-reune-biografias-de-mulheres-negras-que-marcaram-a-historia-do-br.sht. Acesso em: 03/05/2018.

VALLA, Jorge. A Análise de Conteúdo. In: SILVA, A. S.; PINTO, J. M. (Org.). Metodologia das Ciências Sociais. 4. ed. Porto: Edições Afrontamento, 1990

Downloads

Publicado

2019-07-02

Como Citar

Lima Silva, M. I. de, da Silva, M. G. C., & da Silva, V. A. C. (2019). AS HISTORICIDADES DAS MULHERES NEGRAS NOS LIVROS DIDÁTICOS DO PNLD-CAMPO: UM OLHAR A PARTIR DOS ESTUDOS DAS EPISTEMOLOGIAS DO SUL. Cadernos De Estudos Sociais, 34(2). https://doi.org/10.33148/CES2595-4091v.34n.220191799

Edição

Seção

Dossiê: EPEPE- Diálogos entre saberes: rupturas epistemológicas na pesquisa em Educação