ANÁLISE HISTÓRICA DO TRATAMENTO OFERECIDO PELOS LIVROS DIDATICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA AO TRABALHO COM A PRODUÇÃO DE TEXTO

Elaine Cristina Nascimento da Silva, Juliana Alves da Silva

Resumo


Buscamos investigar o tratamento oferecido pelos livros didáticos de língua portuguesa ao trabalho com a produção de texto nos últimos 25 anos. O corpus da pesquisa foi composto por quatro livros do 8° ano dos seguintes anos: 1980; 1994; 2006; 2015. As análises mostraram que o ensino da produção de texto nos livros didáticos mudou bastante com o passar do tempo. As produções textuais do livro de 1980 eram compostas apenas por sugestões de temas, não disponibilizando quaisquer orientações ao aluno. Já no livro de 1994, percebemos que a escrita com base nos gêneros textuais aparece, mas estes não são explorados. Da mesma forma, os alunos continuam solitários na tarefa de escrever textos. Por fim, nos livros de 2006 e 2015 percebemos um grande salto: eles não só apresentam produções voltadas aos gêneros textuais, como também se preocupam em trabalhar suas características, explicitar suas condições de produção e orientar durante todo o processo de escrita. Todavia, as propostas se configuram como essencialmente escolares, na medida em que os alunos interagem apenas com membros da comunidade escolar.

Palavras-chave


educação e aprendizagem

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, Irandé. Aula de português: encontro de interação. São Paulo: Parábola, 2003.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Língua Portuguesa. Ensino Fundamental. Terceiro e quarto ciclos. Brasília: MEC-SEF, 1997.

BUNZEN, Clécio. O tratamento da diversidade textual nos livros didáticos de português: como fica a questão dos gêneros. In: SANTOS, Carmi Ferraz; MENDONÇA, Márcia; CAVALCANTE, Marianne (Orgs). Diversidade Textual: os gêneros textuais na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2006a. p. 43-58.

____. Da Era da Composição à Era dos Gêneros: o ensino da produção de texto no Ensino Médio. In: BUNZEN, Clecio; MENDONÇA, Márcia (Orgs.). Português no Ensino Médio e Formação do Professor. São Paulo: Parábola, 2006b. p. 139-161.

DOLZ, Joaquim; SCHNEUWLY, Bernard. Os gêneros escolares: das práticas de linguagem aos objetos de ensino. In: ROJO, Roxane; CORDEIRO, Gladys (Trad. e Org.). Gêneros orais e escritos na escola. Campinas/SP: Mercado de Letras, 2004. p. 71-94.

LEAL, Telma Ferraz; MELO, Kátia Leal Reis de. Produção de textos: introdução ao tema. In: LEAL, Telma Ferraz; BRANDÃO, Ana Carolina Perrusi (Orgs). Produção de textos na escola: reflexões e práticas no ensino fundamental. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 11-28.

MARCUSCHI, Beth; CAVALCANTE, Marianne. Atividades de escrita em livros didáticos de língua portuguesa: perspectivas convergentes e divergentes. In: COSTA VAL, Maria da Graça; MARCUSCHI, Beth (Orgs). O Livro didático de Língua Portuguesa: Letramento e Cidadania. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. p. 237-260.

MARCUSCHI, Luís Antônio. A produção textual, análises de gêneros e compreensão. 3. ed. São Paulo: Parábola, 2008.

PERNAMBUCO. Secretaria de Educação. Base Curricular Comum para as Redes Públicas de Ensino de Pernambuco: língua portuguesa/ Secretaria de Educação – Recife: SE. 2008.

SANTOS, Carmi Ferraz. O ensino da língua escrita na escola: dos textos aos gêneros textuais. In: SANTOS, Carmi Ferraz; MENDONÇA, Márcia; CAVALCANTE, Marianne (Orgs). Diversidade Textual: os gêneros textuais na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 11-26.

SILVA, Alexsandro da; MELO, Kátia Leal Reis de. Produção de textos: uma atividade social e cognitiva. In: LEAL, Telma; BRANDÃO, Ana Carolina Perrusi (Orgs). Produção de textos na escola: reflexões e práticas no ensino fundamental. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p 81-98.

TRIVIÑOS, Augusto. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.




DOI: https://doi.org/10.33148/CES2595-4091v.34n.220191789

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Autor, concedendo à revista o direito de primeira publicação

ISSN:2595-4091

 

Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Atribuição (BY): Os licenciados têm o direito de copiar, distribuir, exibir e executar a obra e fazer trabalhos derivados dela, conquanto que deem créditos devidos ao autor ou licenciador, na maneira especificada por estes.