O futuro do trabalho pós Covid-19

Autores

  • José Paulo Zeetano Chahad Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.33148/cetropicov45n1(2021)art6

Resumo

Desde o final do ano de 2019 a humanidade convive com a pandemia da COVID-19, que faz parecer que estamos próximos do Apocalipse, tamanha é a velocidade de contaminação do vírus, deixando um grande rastro de infectados e de mortos por onde passa. Esta pandemia trouxe consigo profundas consequências no campo econômico, na vida social e cultural, no modo de vida tradicional dos indivíduos e das famílias, na vida profissional, e no relacionamento entre os atores sociais, afetando, principalmente, o mercado de trabalho. Este artigo abordará o futuro do trabalho pós COVID-19. Para tanto se fundamentará na vasta literatura já existente sobre o tema. Inicialmente será apresentada uma visão geral da origem e da natureza das modificações que ocorrerão no mundo do trabalho, devido ao impacto global da pandemia, e da recessão que se seguiu. Três tópicos serão abordados, pois são aqueles que mais tem se destacado sob a ótica do futuro do trabalho: (a) trabalho remoto, home office e teletrabalho; (b) tecnologia, digitalização e automação; e (c) produtividade do trabalho. A constatação geral é que a COVID-19 aumentou o risco, bem como elevou os custos (sociais e econômicos) do contato físico entre os seres humanos. Como consequência acelerou os processos de automação, do trabalho remoto, do uso da inteligência artificial, da digitalização e da robotização, todos culminando por promover uma redução geral na demanda de trabalho (elevando o desemprego), contribuindo, assim, para diminuir o ritmo de crescimento dos salários. O efeito mais perverso seja, talvez, o fato de que o isolamento social tem causado na educação das populações jovens. Isto tem levado à evasão, e ao baixo rendimento escolar, juntamente com a erosão do capital humano provocado pelo aumento do desemprego de longo prazo. Estes tem sido fortes elementos a induzirem ao baixo nível de crescimento da produtividade do trabalho, quando não da sua estagnação. Todos estes impactos somados parecem estar levando a um mundo ainda mais desigual, afetando negativamente o desenvolvimento humano, bem como promovendo um avanço ainda maior dos níveis de pobreza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Paulo Zeetano Chahad, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Economia pela Universidade de São Paulo (1971), mestrado em Economia pela Universidade de São Paulo (1975) e doutorado em Economia pela Universidade de São Paulo (1981). Atualmente é professor titular (RDIDP) - USP. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia dos Recursos Humanos, Mercado de Trabalho, Políticas Sociais, atuando principalmente nos seguintes temas: Mercado de Trabalho, Desemprego, Emprego, Seguro-Desemprego e Trabalho.

Downloads

Publicado

2021-07-16

Como Citar

Zeetano Chahad, J. P. (2021). O futuro do trabalho pós Covid-19. Ciência &Amp; Trópico, 45(1). https://doi.org/10.33148/cetropicov45n1(2021)art6

Edição

Seção

ARTIGOS