Psicanálise e educação: a transferência na educação infantil

Autores

  • MARCOS ROGÉRIO DOS SANTOS SOUZA Faculdade São Francisco de Assis https://orcid.org/0000-0003-4444-0721
  • Carla de Oliveira Faculdade São Francisco de Assis

DOI:

https://doi.org/10.33148/cetropicov44n2(2020)art9

Resumo

O presente artigo objetiva analisar o conceito de Transferência na educação infantil e na prática docente, sendo que, foi utilizada revisão bibliográfica como suporte teórico. A partir desta análise, propomos uma reflexão acerca da formação dos profissionais da educação no quadro da educação brasileira, pensando-se sobre as garantias constitucionais e as leis que regulamentam e que determinam a obrigatoriedade de oferta deste nível de ensino pelos agentes públicos. Com base na literatura pesquisada, propõe-se considerar a psicanálise como o alicerce que dará sustentação sobre a compreensão do funcionamento psíquico, psicossexual do sujeito, as relações objetivas e subjetivas entre aluno e professor resultando uma melhora na prática docente e a ressignificação da aprendizagem. É dentro desse viés teórico que se apresenta os conceitos psicanalíticos para a compreensão do desenvolvimento da criança e da prática docente, apresenta-se também a análise do conceito de transferência como mecanismo que favorece o desejo de ensinar e aprender na educação infantil. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

MARCOS ROGÉRIO DOS SANTOS SOUZA, Faculdade São Francisco de Assis

Educação e Psicologia

Carla de Oliveira, Faculdade São Francisco de Assis

Pós-doutora e Mestra em Ciências Médicas

Downloads

Publicado

2020-12-28

Como Citar

SOUZA, M. R. D. S., & de Oliveira, C. (2020). Psicanálise e educação: a transferência na educação infantil. Ciência &Amp; Trópico, 44(2). https://doi.org/10.33148/cetropicov44n2(2020)art9

Edição

Seção

ARTIGOS