A FRONTEIRA COMO ELEMENTO IDENTITÁRIO: O CASO DAS TERRITORIALIDADES TRANSFRONTEIRIÇAS DO IGUASSU E UMA POSSÍVEL IDENTIDADE TRANSFRONTEIRIÇA

Autores

  • Giuliano Derrosso

DOI:

https://doi.org/10.33148/CES25954091%20V36n1(2021)1919

Resumo

A partir de entrevistas realizadas com pessoas que nasceram e moram na Territorialidade Transfronteiriça do Iguassu (TTI), este artigo procura desvelar elementos de uma identidade transfronteiriça, forjada a partir das vivências destes indivíduos nesta transfronteira. Com a utilização de entrevistas estruturadas e com o auxílio do software Iramuteq para definição das categorias de análise, procuramos estabelecer elementos em comum nos discursos dos indivíduos que vivem a fronteira e encontram nesse elemento territorial matéria-prima para apropriações identitárias. Dentre as características percebidas desta possível identidade transfronteiriça apresentamos os conceitos de: multipertencimento, o binômio liberdade-mobilidade, a adaptabilidade e flexibilidade, o estar-entre e o senso de universalismo. Todas estas características fazem parte da realidade destes indivíduos que tem que lidar diariamente com os desafios da fronteira e com os seus contornamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-07-12

Como Citar

Derrosso, G. (2021). A FRONTEIRA COMO ELEMENTO IDENTITÁRIO: O CASO DAS TERRITORIALIDADES TRANSFRONTEIRIÇAS DO IGUASSU E UMA POSSÍVEL IDENTIDADE TRANSFRONTEIRIÇA. Cadernos De Estudos Sociais, 36(1). https://doi.org/10.33148/CES25954091 V36n1(2021)1919

Edição

Seção

Artigos - Temas livres (CHAMADA REGULAR)