Renda básica universal em tempos de pandemia: subsídios para o debate

  • José Paulo Zeetano Chahad Universidade de São Paulo

Resumo

Este artigo contempla a discussão da Renda Básica Universal (RBU) enfocando vários aspectos que servem para subsidiar o debate sobre seu significado, e sua adoção como politica de transferência de renda. Ela acompanha a evolução da humanidade desde a Idade Média. Sua discussão nunca foi abandonada, tendo recrudescido em 2020, no campo econômico, como uma Caixa de Pandora para todos os males devido aos impactos da pandemia trazida pela Covid 19. Aborda-se a RBU ao longo da história, apresenta-se sua definição e suas principais características, discutindo os argumentos favoráveis e desfavoráveis de sua adoção. Traz uma retrospectiva da sua implantação no cenário internacional, bem como traz a opinião de um conjunto de renomados economistas internacionais, assim como das principais instituições multilaterais engajadas no tema (Banco Mundial, FMI, OCDE e OIT). Por fim contempla-se sua discussão no caso brasileiro, trazendo a opinião dos economistas nacionais, dos políticos e do Governo Federal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Paulo Zeetano Chahad, Universidade de São Paulo
Possui graduação em Economia pela Universidade de São Paulo (1971), mestrado em Economia pela Universidade de São Paulo (1975) e doutorado em Economia pela Universidade de São Paulo (1981). Atualmente é professor titular (RDIDP) - USP. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia dos Recursos Humanos, Mercado de Trabalho, Políticas Sociais, atuando principalmente nos seguintes temas: Mercado de Trabalho, Desemprego, Emprego, Seguro-Desemprego e Trabalho.
Publicado
2020-12-28
Como Citar
Zeetano Chahad, J. P. (2020). Renda básica universal em tempos de pandemia: subsídios para o debate. Ciência & Trópico, 44(2). https://doi.org/10.33148/cetropicov44n2(2020)art5
Seção
ARTIGOS