Relações autoritárias em espaços feministas de universidades brasileiras

  • Igor Leonardo UFBA
  • Sonia Jay Wright UFBA

Resumo

É o espaço das universidades brasileiras, mais especificamente, dos núcleos e grupos de estudo sobre mulheres, relações de gênero e feminismos, onde o tema das relações de poder autoritárias em espaços teoricamente comprometidos com a democratização das relações sociais, compostos principalmente por mulheres feministas acadêmicas é o contexto desta pesquisa. Os objetivos desse trabalho são contribuir para o conhecimento das relações de poder no interior de instâncias feministas em universidades brasileiras e para o aprofundamento da democracia em espaços feministas acadêmicos. Busca-se também trazer à tona as experiências de pessoas que vivenciaram situações não democráticas em espaços feministas de universidades, bem como evidenciar a existência de práticas autoritárias nesses espaços. Objetiva-se ainda mostrar uma concepção de democracia feminista para servir de parâmetro para comparação com as práticas opressoras impostas em instâncias acadêmicas feministas e apontar caminhos para o exercício de poder de forma mais igualitária nessas instâncias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Igor Leonardo, UFBA

Graduando em Estudos de Gênero e Diversidade (BEGD) e integrante do GIRA - Grupo de Estudos Feministas em Política e Educação.

Sonia Jay Wright, UFBA

Pós-doutora pela Fundação Joaquim Nabuco, professora do Bacharelado em Estudos de Gênero e Diversidade (BEGD), da Universidade Federal da Bahia, e co-líder do Grupo de Pesquisa e Ação em Gênero, Direito e Políticas para a Igualdade - Jusfemina.

Publicado
2020-12-28
Como Citar
Leonardo de Santana Torres, I., & Jay Wright, S. (2020). Relações autoritárias em espaços feministas de universidades brasileiras. Ciência & Trópico, 44(2). https://doi.org/10.33148/cetropicov44n2(2020)art8
Seção
ARTIGOS