Construção de identidades nacionais no teatro de Joaquim Cardozo

Publicado
2020-06-09

    Autores

  • Estevão Cavalcante Carmo Universidade Federal de Pernambuco

Resumo

A proposta geral deste trabalho é investigar o processo de construção de identidades nacionais no teatro de Joaquim Cardozo, mais especificamente na peça O coronel de Macambira. Para tanto, utilizamos o conceito de identidade proposto por Hall (1993), bem como os estudos sobre o processo de referenciação desenvolvidos por Mondada e Dubois (2005 [1995]), Marcuschi (2007) e Koch (2015 [2002]). Além disso, dialogamos ainda com reflexões provenientes da sociologia e da antropologia, tais como as investigações elaboradas por Ribeiro (2006 [1995]), Prado Jr. (2011 [1942]) e Schwarcz (2019) sobre a formação sócio-histórica do Brasil. Analisamos as expressões nominais anafóricas que referenciam as personagens que constituem a peça O coronel de Macambira, a fim de observar a construção de identidades nacionais no drama de Joaquim Cardozo. Embora sejam múltiplas as identidades que atravessam a peça, notamos que as personagens constituem grupos fragmentados e antagônicos, que representam, por sua vez, conflitos socioeconômicos incrustados na sociedade brasileira. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Carmo, E. C. (2020). Construção de identidades nacionais no teatro de Joaquim Cardozo. Ciência & Trópico, 44(1). https://doi.org/10.33148/cetropicov44n1(2020)art2