A Vigilância em Saúde Ambiental dos Riscos Associados aos Desastres (VIGIDESASTRES) no Ministério da Saúde

Cristina Paragó Musmanno, Daniela Buosi Rohlfs, Eliane Lima e Silva, Valdimar de Araujo Santana

Resumo


Gestão do risco é um conjunto de decisões administrativas, de organização e de conhecimentos operacionais desenvolvidos pelos órgãos de governo em conjunto com a sociedade organizada para implementar políticas estratégicas e fortalecer suas capacidades a fim de reduzir o impacto dos desastres naturais e tecnológicos.  Uma comunidade com conhecimento prévio de um evento adverso ou desastre pode se preparar para evitar, minimizar ou enfrentar os riscos. Os desafios da gestão do risco estão na consolidação das informações para o dimensionamento dos riscos, conhecimento das vulnerabilidades e ameaças levando à uma adaptação para que ocorra uma gestão prudente tornando o município resiliente. Neste sentido Vigilância em Saúde Ambiental Associada aos Riscos de Desastres (Vigidesastres) é de responsabilidade da área de Saúde Ambiental  da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde que atua organizando as ações de prevenção, resposta e recuperação com o objetivo de desenvolver um conjunto de ações a serem adotadas continuamente pelas autoridades de saúde pública visando a redução da exposição da população e dos profissionais de saúde aos riscos de desastres, às doenças e agravos decorrentes destes, assim como a redução dos danos à infraestrutura de saúde, atuando de forma transversal e intersetorial por meio de ações de planejamento, gerenciamento, acompanhamento, monitoramento e avaliação com o objetivo de proteger a saúde da população, sempre em conformidade e em articulação com os órgãos que integram o Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
 |  Incluir comentário

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia